SCRUM na lousa de vidro: O que é e como ele pode te ajudar

Posted on

SCRUM na Lousa de Vidro

Almejando extrair o máximo de potencial de todos os envolvidos em um processo de fabricação, habitualmente nos deparamos com diversos métodos de gestão de pessoas e processos, um deles é o SCRUM na lousa de vidro. Geralmente, o objetivo principal desses mecanismos é aperfeiçoar um determinado processo a fim de extrair o máximo possível de seus envolvidos.

Se no mundo digital a velocidade de informações e de acontecimentos segue a todo vapor, com o mundo real isso não é diferente, afinal de contas, um depende do outro em determinados momentos os mundos estarão interligados.

Essa ligação é o que permite que a cada dia encontremos novas soluções disponíveis. Estudos indicam que, quando um grupo realiza uma atividade com suas diretrizes pré-definidas, em algum estágio um grupo se vinculará perfeitamente em outro, de maneira totalmente natural, como se fossem engrenagens.

Ao realizar essas conexões, permitimos que o time todo trabalhe de maneira harmoniosa, resultando em ganhos expressivos no quesito administrativo e organizacional, aumentando o poder de logística, competitividade e, consequentemente, os lucros obtidos.

Muitas vezes o administrador tem a noção de que mudanças devem ocorrer, mas não sabe por onde exatamente começar. A resposta geralmente está muito perto, possivelmente ali mesmo, dentro da própria empresa.

Um novo começo e mudança de rumo da sua empresa podem iniciar a partir de uma boa análise da realidade empresarial do seu negócio, a fim de promover um alinhamento de idéias e clientes, para que todos estejam sintonizados num mesmo propósito.

A questão que sempre preocupa os empresários é com relação à qual dos métodos de gestão disponíveis seria a melhor opção para a sua empresa. Quais desses modelos de gestão geram mais resultados, comprovadamente falando?

Uma solução de gestão de projetos que tem gerado grandes resultados no mundo todo é o Scrum. Trata-se de um conceito de modelo de gestão muito eficiente quando utilizado da maneira correta. O Scrum nada mais é do que um conjunto de diretrizes que permite trabalhar com gestão de projetos complexos com uma cobiçada agilidade e eficiência.

O Scrum também funciona como uma engrenagem, encaixando os blocos (times) de maneira harmoniosa. Dentro do Scrum, todos os envolvido são figuras fundamentais e responsáveis pelo devido sucesso e bom funcionamento do projeto.

Isso significa que quando você aplica o Scrum na sua gestão de projeto cria a possibilidade de que todos façam parte de núcleos com objetivos pré-estabelecidos, conectados em algum momento, visando a excelência operacional para viabilizar o produto final em tempo recorde.

 

COMO SABER SE DEVO USAR O SCRUM NO MEU PROJETO?

scrum na lousa de vidro

É necessário estabelecer uma relação entre o conhecimento dos requisitos e das tecnologias envolvidas num projeto. Quanto mais conhecemos os requisitos e a tecnologia usada, mais previsíveis são as atividades necessárias para realizar o projeto.

Então quando temos o domínio da tecnologia e bom conhecimento da tecnologia, podemos utilizar metodologias com processos bem definidos, como por exemplo, as metodologias em cascata.

Por outro lado, conforme a gente conhece menos os requisitos ou conforme a tecnologia vai ficando mais complexa, temos um cenário denominado como ‘caótico’, e é nesse cenário que o Scrum fornece os melhores resultados.

Agora, se você não conhece os requisitos necessários e tão pouco a tecnologia aplicada, gera um cenário de anarquia, impossível de viabilizar qualquer projeto.

 

OS TRÊS PILARES FUNDAMENTAIS DO SCRUM 

O Scrum possui 3 pilares fundamentais:

– Transparência

A transparência no Scrum é muito evidente. Todos tem conhecimento dos processos, requisitos e do andamento dos projetos.

– Inspeção

O segundo pilar é a inspeção. O tempo todo é inspecionado o que está sendo feito no projeto. Seja nas reuniões diárias ou no Sprint Review.

Adaptação.

E por fim, a adaptação. Você vê a adaptação no Scrum na sua empresa principalmente de duas formas.

 

O produto que está sendo viabilizado sofre adaptações constantes conforme as mudanças vão acontecendo, devido às inspeções frequentes.

Isso quer dizer que você pode adaptar o processo do Scrum conforme a realidade da sua empresa, desde que preservado os valores e prática.

 

PRÁTICAS FUNDAMENTAIS.

Além dos três pilares, temos as práticas fundamentais para se obter uma noção do Scrum. Estamos falando dos papéis que cada um desempenhará na desenvoltura do projeto, os eventos básicos, que conta com as reuniões diárias e planejamentos de sprints, e por fim, os artefatos gerados, que conta com a entrega parcial do produto.

Vamos conhecer melhor as características de cada um deles.

 

PAPÉIS NO SCRUM

scrum na lousa de vidro

 

– Product Owner

O Product Owner é o ponto central com poderes de liderança sobre o produto. Ele é o único responsável por decidir quais recursos e funcionalidades serão construídos e qual a prioridade de cada um. Também é responsabilidade dele manter e comunicar a todos os outros participantes uma visão clara do que a equipe Scrum está tentando buscar no projeto.

– Scrum Master

O Scrum Master é o responsável por ajudar a todos os envolvidos a entender e abraçar os valores, princípios e práticas do Scrum. Ele tem que conhecer muito bem o método de gestão do Scrum por que ele vai agir como um Coach, executando a liderança do processo e ajudando a equipe a desenvolver sua própria abordagem do Scrum. O Scrum Master tem um papel de facilitador, não se trata de um superior ou chefe de alguém.

– Dev Team

E por fim, o Dev Team. O Dev Team são as pessoas que de fato construirão o projeto. No Scrum, quem decide como fazer as coisas é a equipe, o time, e não o gerente ou qualquer outra pessoa. A idéia principal é que a equipe se auto-organize pra determinar a melhor maneira de realizar o trabalho e atingir a meta estabelecida pelo Product Owner.

 

EVENTOS DO SCRUM

Os eventos do Scrum é que serão responsáveis por determinar a dinâmica do Scrum. Tudo deve começar com a visão do produto, responsabilidade do Product Owner. É importantíssimo que o Product Owner descreva o que ele quer e onde quer chegar com muita clareza.

Em seguida, deve se desmembrar essa visão em todas as funcionalidades necessárias para sua viabilização. Essa lista de funcionalidades é chamada de Product Backlog. O Scrum Master auxilia o Produc Owner nessa tarefa.

Essas funcionalidades são ordenadas por prioridades. Entenda como ‘prioridade’ aquilo que agrega mais valor ao negócio. Essa priorização é responsabilidade do Product Owner. É muito importe ter, de alguma forma, uma lista de requisitos priorizada.

O projeto é planejado em Sprints, que são os períodos de tempo onde algum itens selecionados do Product Backlog serão entregues. Para planejar os Sprints é necessário se atentar à outra regra básica do Scrum, que são os eventos de duração fixa chamado de Time-Boxed.

É ideal seguir essa regra para que todos os sprints tenham uma mesma duração fixa. Geralmente os sprints tem duração entre 2 e 4 semanas.

Antes dos Sprints começarem, é efetuada uma reunião de planejamento dos sprints, também chamada de Sprint Planning, onde é criado o Back Log da Sprint. Com base na capacidade e velocidade da equipe Scrum é definido quantas funcionalidades podem ser completamente construídas tempo o Sprint.

Em seguida, trabalhando nas funcionalidades imprescindíveis da lista de prioridades, são realizados os sprints. Após o término do primeiro prazo é esperado que pelo menos uma parte do projeto esteja disponível.

É importante saber que os próximos itens a serem desenvolvidos não foram escolhidos de forma aleatória e sim seguindo a ordem de importância definida pelo Product Owner.

Conforme os incrementos dos produtos são entregues, o Product Owner pode verificar necessidades de adaptação, indicando as mudanças e o grau de prioridade de suas funcionalidades no backlog. Esse processo será repetido até que todo o backlog seja consumido e o produto final esteja pronto, já contemplando todas as mudanças solicitadas pelo Product Owner.

 

 

AS TRÊS PERGUNTAS BÁSICAS DO SCRUM 

Todo dia é feito uma reunião de 15 minutos onde todos os integrantes do time devem responder à 3 perguntas básicas:

– O que eu fiz ontem? Que ajudou meu time a atingir a meta do Sprint?

– O que eu farei hoje? Pra ajudar o time a atingir a meta do Sprint?

– Tem algum impedimento? Que impossibilite a mim ou ao meu time a atingir a meta do Sprint?

Ao responder essas três perguntas básicas do Scrum todos conseguem visualizar de uma maneira geral como está progredindo o trabalho Sprint.

 

ATIVIDADES ADICIONAIS DO SCRUM

No final das atividades, existem duas atividades adicionais que são fundamentais.

Sprint Review

Uma delas é chamada de Sprint Review.  O objetivo dessa atividade é validar e adaptar o produto que está sendo construído. É verificar se o que está sendo feito está de acordo com o esperado. É  nesse momento que surgem as mudanças e o product backlog é atualizado.

– Retrospectiva

Enquando o objetivo do Sprint Review é verificar necessidades de adaptação no produto, a Retrospectiva tem como objetivo verificar necessidades de adaptação no processo. É aqui que vamos ver o que foi feito de negativo e positivo. O que devemos melhorar e o que devemos parar de fazer.

 

BENEFÍCIOS DE SE UTILIZAR O SCRUM

Empresas que utilizam o Scrum conseguem diminuir significativamente o número de erros, gerando economia ao evitar gastos desnecessários. Além do mais, devido à transparência, as equipes se mantém alinhadas. Isso significa que todo o time estará preparado para atender o cliente.

No Scrum o cliente consegue acompanhar o desenvolvimento do seu produto. Por meio de reuniões entre o cliente e os responsáveis pelo projeto, é possível se atualizar do andamento do projeto frequentemente.

Outro benefício trata-se da agilidade e logística, ao aplicar o Scrum como metodologia de gestão é comum entregar os projetos, inclusive, antes do prazo estipulado.

Com essa série de benefícios, o resultado só pode ser um produto de qualidade final cobiçada, pois pode ser incrementado durante o processo, além da redução de risco, que acaba evitando possíveis surpresas no final.

 

KANBAN BOARD

O Kanban é uma ferramenta muito útil que não faz parte do Scrum, mas é muito utilizado em conjunto com o mesmo. O Scrum se beneficia muito do Kanban para promover a gestão e transparência.

A idéia é que se possua um quadro que se possa visualizar o fluxo de trabalho que está sendo feito. Esse quadro pode ser feito tanto usando softwares próprios para isso (como o Trello), como até mesmo uma lousa ou parede onde se possa colar marcadores post-it, que representam cada uma das funcionalidades do Backlog.

O Kanban é um método de gestão tão interessante que merece um tópico exclusivo para ele.

 

METODOLOGIA SCRUM APLICADA NA MULTPAINEL

Existem muitas empresas renomadas que utilizam a metodologia Scrum. Rede Globo, Editora Abril, Google, Yahoo, Microsoft, Philips, Siemens, Nokia, BBC, Xerox, HP, Uol, Locaweb, dentre outras. A MultPainel também faz parte desse seleto grupo que utiliza a metodologia Scrum.

A Multpainel orgulha-se em ser a empresa pioneira no moderno conceito de lousas de vidro no Brasil. Por aqui, a metodologia de gestão Scrum na lousa de vidro é aplicada em nossos projetos de lousas de vidro com excelência.

As lousas de vidro foram lançadas por volta dos anos 2000 na Europa e logo em seguida na América do Norte. No Brasil, a MultPainel é a detentora da patente e principal responsável pela fabricação e comercialização dos de painéis de vidro em todo país, trazendo o conceito em 2006.

Trabalhamos em parceria com diversas empresas de renome no mercado, oferecendo lousas e painéis de vidro de qualidade incomparável.

O produto teve fácil aceitação de mercado nacional. Com o sucesso de aceitação das lousas de vidro a Multpainel se tornou a principal empresa nesse segmento de comunicação visual em vidro e, porque não dizer, arquitetônico, pois as lousas em vidro da MultPainel são praticamente um acessório de decoração contemporânea.

Na MultPainel, o Scrum na lousa de vidro possibilita que trabalhemos na fabricação de painéis de vidro de diversos modelos com agilidade raramente vista no mercado. Todo nosso processo de fabricação é determinado de maneira que possibilite ao cliente a transparência de todo processo até a obtenção do produto final.

Oferecemos uma infinidade de opções para compor sua lousa de vidro. Fabricamos desde lousas de vidro corporativas que podem preencher paredes inteiras, com logotipos em alto relevo e impressão de alta definição, até um simples bloco de notas para fixar na sua parede ou na sua mesa do escritório.

A metodologia Scrum na lousa de vidro colaborou grandemente para que a MultPainel se tornasse uma empresa renomada no mercado por apresentar produtos de qualidade inquestionável e cobiçado pelo mercado.

A Multpainel se destaca em quesitos singulares e acompanha o crescimento que o mercado pede. Conheça um pouco mais sobre nossos serviços e se surpreenda. Desfrute de nossos produtos elaborados com muita criatividade e o profissionalismo que você merece.