O que é logística reversa?

Posted on
logística reversa

Logística reversa

Todo mundo sabe que lugar de lixo é no lixo, certo? Quer dizer, quase todo mundo, não é?

Mas será que sabemos mesmo onde é o lugar do lixo? Aquele lixo que geramos, quando jogamos fora (mesmo que na lata de lixo), será que ali termina nossa responsabilidade?

Infelizmente o lixo não desaparece como em um toque de mágica. Indo mais a fundo, a responsabilidade pelo que acontece depois que jogamos o lixo no lixo também é nossa.

Quando está todo misturado, o lixo é levado para aterros sanitários ou para lixões. Nesse cenário temos dois problemas.

Primeiro: No Brasil os lixões estão terminantemente proibidos por lei porque causam graves danos ao meio ambiente e à saúde.

Segundo: Com os lixões proibidos, os aterros sanitários estão ficando cada vez mais lotados e logo mais não haverá mais lugar para tanto lixo.

Entretanto, em todo esse cenário existe uma boa notícia. Isso, que muita gente chama de lixo, em sua grande maioria ainda podem ser reutilizados. Estamos falando dos resíduos sólidos.

Lixo é aquilo que não serve para mais nada. Já os resíduos ainda têm muita vida e muito valor. Eles só precisam ser separados corretamente e encaminhados ao local apropriado. Isso é coleta seletiva, ou seja, a separação dos resíduos entre secos, resíduos úmidos, rejeitos e resíduos perigosos, no próprio local onde são gerados.

SEPARANDO OS RESÍDUOS

logística reversa

Resíduos secos

Começando pelos resíduos secos, que são os papéis, plásticos, vidros e metais. Uma figura muito importante aqui é o catador de materiais recicláveis, que também poderiam ser chamados de Prestadores de Serviços Ambientais.

Seu trabalho consiste em recolher, selecionar e encaminhar os resíduos secos para os centros de triagem, onde são separados para as diferentes indústrias de reciclagem. Tudo isso reduz a exploração de ainda mais recursos naturais.

Resíduos Úmidos

Pelo menos metade do que jogamos fora são restos de alimentos crus ou já cozidos. Eles são responsáveis pela lotação de grande parte dos aterros.

Uma primeira forma de mudar esse quadro é evitar o desperdício. Adequar a quantidade de alimentação de maneira que não haja sobras é o primeiro passo. Entretanto, se mesmo assim tiver sobras, o que for descartado pode ser levado até uma composteira para virar adubo orgânico, podendo ser usado em plantas e hortas em geral.

Rejeitos

Os rejeitos são os resíduos que não é possível reciclar. Materiais tipo papel higiênico, fraldas descartáveis, papéis de frituras, certos tipos de plásticos, etc. Esses são os únicos rejeitos que devem ir diretamente para o aterro sanitário. Lá eles serão enterrados e tratados e no final o local do aterro poderá ser recuperado.

Resíduos Perigosos

Agora chegamos aos resíduos perigosos. Dentre eles podemos destacar as pilhas, baterias, lâmpadas florescentes, produtos eletrônicos (e seus componentes) e medicamentos. Eles são perigosos para o ecossistema, pois produzem substâncias altamente tóxicas quando em contato com o meio ambiente. Destinar esses resíduos corretamente é essencial para preservar o meio ambiente.

Importante lembrar que a responsabilidade do lixo não é somente de quem consome, mas também de quem o produz! Exatamente disto que trata a logística reversa.

LOGÍSTICA REVERSA

Importância da Logística Reversa para o planeta.

As empresas e fabricantes são responsáveis pelo destino final dos seus produtos, garantindo assim que os resíduos perigosos não contaminem a terra, a água e o ar. Nossa parte enquanto consumidor é descartar os resíduos nos locais corretos. Os resíduos perigosos devem ir para os locais de coleta pré-estabelecidos, nunca no lixo comum.

A logística reversa será a responsável por recuperar esses resíduos e reintegrá-los aos ciclos produtivos, dando a destinação correta para eles.

Os produtos recuperados podem ser classificados como recondicionados (quando voltam em bom estado e podem ser reutilizados). Também podem ser reciclados, renovados (semelhante aos reutilizados, com apenas alguns ajustes), remanufaturados ou prontos para revenda, que é quando o produto retorna à empresa em perfeitas condições, podendo ser vendido como novo.

Setores de embalagens, eletrônicos, pneus, lâmpadas, dentre outros, também precisam aplicar a logística reversa para promover a correta destinação dos resíduos após o esgotamento da sua vida útil.

É fácil perceber que a solução está nas mãos de todos. Governo, empresas, colaboradores (“catadores”) e a população estão juntos nessa. Isso é a responsabilidade compartilhada. A logística reversa é tarefa de todos!

No Brasil existe uma nova lei que garante a boa gestão dos resíduos. Isso quer dizer que quem não fizer sua parte poderá ser multado por crime ambiental.

Dessa maneira, se informar e estar atento para cobrar as autoridades é muito importante para o ecossistema, pois essas mudanças não podem esperar! Além de ajudar o planeta, quem implanta a logística reversa sempre estará à frente no mercado.

Aqui, na MultPainel, nos importamos com o futuro do nosso planeta e praticamos a logística reversa com maestria. Sabemos que a preservação do meio ambiente começa com pequenas atitudes diárias, tanto em casa como nas empresas. Essa mudança de atitude faz toda a diferença e uma das partes mais importante desse quadro todo é a destinação correta dos resíduos.

Mude seus hábitos e suas atitudes. Recicle, reuse e reduza. O planeta todo pede sua ajuda. Pense por um futuro sustentável, para você e próximas gerações.